Blog Posts

04 November
0

Segredos de Beleza de Maria Antonieta

Não há como negar que Maria Antonieta era uma das personalidades mais glamourosas, excêntricas e fascinantes do século XVIII, ficando para a história não apenas por seus gostos requintados e estilo de vida luxuoso, bem como por ser a primeira arquiduquesa da Áustria, em seguida e Rainha da França (1774 – 1792) após se casar com Louis XVI.

Retratada pela atriz Kristen Dunst em 2006 no filme de Sofia Coppola Marie Antoinette, que ganhou um Oscar de Melhor Figurino feito pela italiana Milena Canonero. A rainha realmente gostava de usar vestidos lindos e colocar um monte de acessórios preciosíssimos. Ela sempre estava impecável, com cabelo perfeito e maquiagem excêntrica. Mas como ela conseguia tudo isso naquela época? Listo aqui algumas coisas curiosas sobre rotina de beleza de Maria Antonieta.

Roupas: Marie Antoinette ostentava uma enorme coleção de roupas maravilhosas que precisava de três salas para armazená-las. Um tesouro que faria qualquer fashionistas literalmente morrer! Sua estilista favorita era Rose Bertin, costureira francesa amplamente considerada como a mulher que trouxe a Haute Couture para a vanguarda da cultura pop (seus vestidos tinham até nomes provocativos, como Indiscreet Pleasures, Heart’s Agitation ou Stifled Sighs).

Mas o que você provavelmente não sabia é que, de acordo com a etiqueta, Maria Antoineta tinha que mudar de roupa três vezes por dia, nesta ordem: primeiro uma seda formal ou vestido de veludo, em seguida, um vestido de musseline informal mais leve ou vestido de algodão e, eventualmente, um vestido de noite mais elaborado para o jantar, eventos especiais, cerimônias, concertos e bailes. Mas como ela montava todos estes looks do dia? Todas as manhãs, antes da Rainha sair da cama, via os chamados gazette des atours, uma espécie de livro de amostras de tecido de cada um dos seus vestidos. Os escolhidos para o dia eram apontados com uma espécie de pin.

Cosméticos: A fim de preservar as mãos e mantê-las sempre jovens e macias, Maria dormia usando luvas revestidas com cera, água e óleo de amêndoas doces. Além disso, antes de começar a maquiagem, a rainha limpava o rosto com Eau Cosmetique de Pigeon para branquear e preencher a pele (um cosmético feito com pepino, suco de limão, musgo de carvalho, lírios e dois pombos macerados – eca! – por 18 dias com vinho e cânfora), Eau des Charmes adstringente e Eau d’Ange (branqueadores da pele). Em seguida, ela aplicava tinta branca no rosto, pó perfumado, kohl para os olhos e um toque de vermelho nas bochechas. Para os lábios perfeitos, usava rosa, cravo ou pomadas de baunilha perfumada (o mesmo para ambas as sobrancelhas e cílios). E o cabelo? Ela cuidava usando açafrão, cúrcuma, sândalo e ruibarbo.

Banho: Ao contrário de outros nobres e pessoas do século XVIII, a Rainha tomava banhos frequentes, o que era um hábito super incomum para a época. Seu perfumista favorito, Fargeon, criava o chamado bain de modestie: uma banheira preenchida com amêndoas doces, linhaça, marshmallow raiz e lírio. No lugar de esponjas, ela lavava-se com pequenas almofadas de musselina cheias de farelo esfoliante e sabonetes perfumados com ervas, âmbar e bergamota. Além disso, Marie usava uma camisa de flanela para que seu corpo não pudesse ser visto, assim como aparece no filme de Sofia Coppola.

Higiene: Seu cuidado dos dentes incluía um pó especial feito com cinzas, opiáceos ou pasta de dentes feitos com mirra, mel e sálvia, não há relatos sobre seus hábitos de depilação, mas é sabido que seus acompanhantes usaram uma cera de depilação feita com mel e resina.

Perfumes: Marie Antoinette também tinha uma verdadeira paixão por perfumes e seu perfumista favorito, Jean- Louis Fargeon fornecia sempre novas e luxuosas fragrâncias tanto para ela quanto para os quartos de seu palácio. A Rainha gostava de perfume com flores frescas, pot pourri, óleos e sachês perfumados. Para si, Marie Antoinette gostava de usar eau de fleur d’ oranger (água de flor de laranjeira), mas também violeta, musk, lavanda, íris, jasmim, lírio, rosa e fragrâncias jonquil. Um tratamento real de verdade, você não acha?

0 Comentários

Nenhum comentário. Seja o primeiro!

Deixe um comentário