Blog Posts

Banner
19 June
0

Que Cosmético você quer no futuro?

As marcas cosméticas independentes de ponta vêm liderando os índices de crescimento de mercado nos últimos anos, o que explica a razão pela qual as grandes multinacionais estão lutando por incorporá-las aos seus portfólios.

As marcas norte-americanas como GlamGlow, NYX, Le Labo, Ren, e Dermalogica estão entre os nomes mais proeminentes que foram comprados nos últimos anos.
O segredo para o sucesso dessas marcas foi que eles têm como público alvo grupos demográficos específicos, incluindo os Baby Boomers, Millenials e a Geração Z, com produtos que ressnoam e têm como alvo as suas necessidades de beleza específicas.
Concentrando-se em grupos demográficos básicos
Em 2014, as marcas de beleza independentes registraram um crescimento de quase 20% nos EUA, e o desempenho individual destas marcas é acompanhado de perto pelas multinacionais maiores, que querem aproveitar o crescimento de novos nichos e das marcas que estão fazendo algo novo.
Um relatório recentemente publicado pelo Kline Group, intitulado “Marcas Mais Compráveis de Beleza: Análise do Booming das Marcas Independentes nos Estados Unidos”, tem monitorado o desempenho de 100 das marcas mais interessantes e leva um olhar mais atento sobre os melhores desempenhos.
De fato, o relatório destaca como 20 das marcas registadas mostraram crescimento em dois ou três dígitos em 2014, graças a produtos com um foco em tratamentos de nicho para cuidados sobrancelha, até para um amplo espectro de soluções de cuidados da pele e cuidados orais naturais.
A atração de investimentos, mantendo a inovação
Embora muitas dessas marcas estejam ansiosas para atrair investimentos das multinacionais e grandes empresas, elas também querem garantir que a inovação que ajudou a colocá-las no mapa continuará a ser o drive do negócio, através da manutenção de um modelo de negócios menores, enquanto usufruindo os benefícios de trabalhar dentro de um modelo de negócio muito maior.
“As empresas independentes interagem mais de perto e com mais frequência com seus consumidores, permitindo que essas empresas possam responder e inovar rapidamente para refletir as mudanças nas necessidades e gostos dos consumidores”, comenta Karen Doskow, diretora de Produtos de Consumo da Kline.
Por exemplo, Craig Dubitsky, CEO da Hello Products, uma empresa de cuidados orais que teve um crescimento de três dígitos em 2014, responde a todos os e-mails de clientes e até oferece a eles a oportunidade de conversar por Skype com ele no site da empresa. Isto mostra uma grande diferença entre a forma como uma grande empresa e uma empresa indie têm a capacidade de interagir com os consumidores.”
A mídia social impulsiona o crescimento das marcas indie
Muitas destas marcas também tiveram o benefício de se estabelecerem como parte da tendência multimídia, com equipes de mídia social experientes impulsionando o crescimento e reconhecimento das marcas, através da organização de campanhas multifacetadas e sofisticadas, que passam a mensagem de forma direcionada e eficaz.
Os pesquisadores da Kline apontam o You Tube e Instagram como sendo as ferramentas mais eficazes para ajudar a promover marcas, através de opiniões e dicas de aplicação de produto, com empresas como a NYX, Anastasia Beverly Hills e Too Faced, sendo destacados como geradores de campanhas de mídia social de longa duração, que realmente envolvem os consumidores em um nível nunca antes visto.
“Nesta época, onde a mídia social tornou-se parte integrante da vida dos consumidores, esta abordagem adiciona um toque moderno para a venda direta, um modelo de varejo lutando no ambiente atual”, comenta Kelly Alexandre, o analista da Kline responsável pela pesquisa.
Fonte: Cosmetics design Europe